sexta-feira, 13 de julho de 2012

Conto da semana, de Andrej Blatnik

O escritor esloveno Andrej Blatnik (1963) tem dois contos traduzidos para o português, que podem ser lidos no seu site, aqui. A BEF 2010 traz alguns de seus contos, originalmente publicados em You Do Understand?; todos muito breves. Alguns, como Trinta Anos, sequer chegam à meia página - É horrível ver como o homem que você amou  por tantos anos muda, ela pensou. Sua pele costumava ser lisa como vidro e quente como o algodão. Agora é sulcada como a terra e gelada como o gelo. É horrível ver como a mulher que você amou por tantos anos muda, ela pensou. Sua mão costumava ser carinhosa, agora segura uma faca.

Ou em Separação, que começa com a seguinte constatação: It's odd to wake up in a strange apartment. You look at the woman lying next to you. How did you get there? E o próprio narrador diz: Você não pode começar uma conversa com uma mulher lendo [Paulo] Coelho no trem, realmente...; o narrador tem o hábito de avaliar os apartamentos que visita pelos livros e discos - aonde quer que vá, dá uma olhada na estante. Mas, lamenta, hoje isso não mais é possível. O que pergunta é: você separa o lixo? Onde você coloca o papel, o vidro, o lixo orgânico? 

A coletânea traz textos em que os personagens jamais são nomeados. O link que leva aos contos traduzidos - Ainda Bem e Uma fina linha vermelha - já diferem um pouco; um pouco mais extensos, mas igualmente interessantes. O autor foi baixista de uma banda punk e suas histórias estão sempre na fronteira entre o terrível e o cômico.

A série Conto da Semana volta daqui há duas semanas, em agosto...

Nenhum comentário:

Postar um comentário