quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Sobre Puchkin

Para quem não sabe nada de Púchkin, é difícil dizer alguma coisa sobre ele. Púchkin é um grande poeta. Napoleão é menor do que Púchkin. Bismarck, aos pés de Púchkin, também não é nada. Os Alexandres I e II, e também o III, são simplesmente umas bolhas em comparação com Púchkin. Aliás, todas as pessoas, em comparação com Púchkin, são umas bolhas, só que, em comparação com Gógol, o próprio Púchkin é uma bolha.

Por isso, em vez de escrever sobre Púchkin vou antes escrever sobre Gogol.

Aliás, Gogol é tão grande que é impossível escrever alguma coisa sobre ele, por isso vou escrever afinal sobre Púchkin.

Porém, depois de Gogol, é um pouco aborrecido escrever sobre Púchkin. Ora, sobre Gogol é impossível escrever. Por isso acho que não vou escrever sobre ninguém.

Daniil Harms, em A Velha e Outras Histórias, tradução de Nina Guerra e Filipe Guerra, Assírio & Alvim, Lisboa.

Um comentário:

  1. Ontem vimos "Eugen Oneguin". Ballet pouco divulgado. A ópera do mesmo nome é uma das mais bonitas do repertorio. Musica de Tchaikovsky. Como tudo em russo , baseado na obra de Pushkin. E.

    ResponderExcluir