domingo, 5 de agosto de 2012

D. Nuno, o Santo Cavaleiro, de Vanda Furtado Marques


No Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, Jorge Felipe, que adora histórias de cavaleiros, se empolgou com um livro que contava a vida de D. Nuno, que havia conhecido dias antes em Batalha. D. Nuno foi o comandante que levou os portugueses à vitória na batalha de Aljubarrota. Eu tinha prometido que, se ele lesse e gostasse do livro, poderia dizer o que achava aqui no blog.

Nuno era um menino que sonhava ser cavaleiro, e o seu pai chamava milhares de vezes para voltar para casa. Nuno foi crescendo com espírito de cavaleiro como protetor dos mais fracos. As meninas adoravam ele! Quando fez 16 anos foi prometido a uma jovem chamada Leonor Alvim mas ele queria era ser cavaleiro. Falou para o pai que não queria se casar.  

O novo rei chamou Nuno para a guerra contra os castelhanos. Ele virou o grande amigo do rei D. João I. Diziam que ele ganhava as guerras porque amava o seu país. Quando a guerra acabou deu tudo o que tinha aos seus criados, parentes e amigos e entrou no Convento do Carmo, lá em Lisboa. Passou a curar os doentes e a rezar. Virou o Frade Nuno de Santa Maria.

Gostei da história e das ilustrações. Se você ler, vai gostar também.

É isso aí...


2 comentários:

  1. Jorge é um menino curioso, interessado, com grande espírito investigativo. Absorvia à sua maneira,todas as informações de cada lugar que visitávamos. Se encantou com o Mosteiro de Batalha e a história de Dom Nuno. Ávidamente,leu o livro, ainda em Portugal, para contar a história no blog. Esse é o meu menino!!!!

    ResponderExcluir
  2. O comentario do Jorge despertou minha curiosidade em relação ao d.Nuno. O Jorge escreve tão bem que merece uma vaga de comentarista de livros infantis no blog. Parabens ao novo colaborador. E.

    ResponderExcluir