segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Os Melhores de 2011 e perspectivas para 2012

Já que todo mundo faz listas, aqui vai a minha:

FICÇÃO

Para mim, do que li ano passado, destaco o remorso de baltasar serapião, de valter hugo mãe, Dublinesca de Vila-Matas, HHhH, de Laurent Binet e A Sense of an Ending, de Julian Barnes. 
A reedição das Recordações de Isaías Caminha, de Lima Barreto também me fez voltar ao grande autor carioca depois de mais de 20 anos. E O Dom do Crime, de Marco Lucchesi, que na verdade é de 2010 mas que li em 2011.

NÃO FICÇÃO

A Lebre dos Olhos de Âmbar, de Edmund de Waal, que havia lido na versão Kindle; a biografia de Fernando Pessoa, de José Paulo Cavalcanti Filho, e os livros do Solomon Volkov, sobre a cultura russa (ainda não editados por aqui mas já disponíveis no Kindle).

Concorda com a lista? Acha-a absurda?

Para 2012, as duas grandes notícias de janeiro: consegui o Guerra e Paz da Cosac Naify; a Saraiva não conseguiu me enviar, mas a Livraria da Travessa, no Shopping Leblon, não me decepcionou - comprei a edição há cerca de duas horas.

E, na última quinta-feira de 2011, chegou-me a História da Literatura Ocidental, de Otto Maria Carpeaux. São meus dois grandes projetos para 2012, com direito a muitos posts.

2 comentários:

  1. Concordo: ficção ( O Dom do Crime ) e não ficção (A lebre...). Planos para 2012, já iniciados neste ultimo bimestre: a revisão dos grandes filmes italianos dos anos 40 a 70 disponiveis na integra e (quase todos) legendados no YTb. Ettore Scolla,Comencini,Dino Risi,Pietro Germi,Steno,Visconti,Castellani,De Sicca,Rosselini estão todos lá. Aproveitem antes que a sopa acabe... E.

    ResponderExcluir
  2. Caro Fabio, excelentes escolhas!

    ResponderExcluir