terça-feira, 17 de maio de 2011

Trem da Vida, de Radu Mihaileanu

A Revista Bravo deste mês informa o lançamento, em DVD, de Trem da Vida, de Radu Mihaileanu (1998). Trata-se, na verdade, de seu relançamento. Peguei na locadora neste sábado e assisti ontem.

O filme foi muito elogiado não só pela crítica como também pelo público, e é fácil entender o porquê. 

Num shetl da Europa Oriental em 1941, o bobo da aldeia Schlomo chega com a notícia de que os nazistas iniciaram as prisões e deportações de judeus nos vilarejos vizinhos, e sugere uma ideia inusitada – a simulação da própria deportação, e fugir para a Palestina.


Assim, uma parte da aldeia faz o papel dos alemães – curioso: este papel era para os mais qualificados, aqueles que “mereciam” ser alemães. Outros, os deportados. E uns, ainda, viram comunistas (acabam realmente acreditando nisso...).

Para isso, precisam construir um trem, e todos doam seus bens para arrecadar fundos para a compra de uma locomotiva. E iniciam a jornada.

Há momentos hilários, como o “tenente coronel alemão” (Rufus) numa unidade nazista, dando uma bronca no Exército e pedindo animais vivos (segundo ele, não confia na competência do comandante da unidade em garantir alimentos decentes para o trem) – e, assim, consegue alimentar os fugitivos com comida kosher...

O final é surpreendente, e o filme, definitivamente, trata o espectador com inteligência. Mais do que isso estraga a história. Confiram!

2 comentários:

  1. NAZISMO E COMEDIA mereceu interessante reflexão onde alem do filme que voce comenta, fala-se de Chaplin. Ver em http://www.ufscar.br/-cinemais/framenazismo.html

    ResponderExcluir
  2. Filme maravilhoso!! Divertido, o que parece improvável diante da temática escolhida. Eu recomendo...

    ResponderExcluir