sexta-feira, 29 de julho de 2011

Conto da semana - Slawomir Mrozek e o boneco de neve

Ilustração de Daniel Mroz


Slawomir Mrozek nasceu na Cracóvia, em 1930, e é o autor do conto da semana. Conhecido como dramaturgo, lançou em 1957 uma coleção de contos – O Elefante. São histórias muito curtas e irônicas, lembrando em muito os contos absurdos de Jaroslav Hasek.

Desta coletânea, baixada via Kindle, consta Crianças. Uma situação absurda, mas cada vez mais plausível em nossos tempos politicamente corretos em que todos se ofendem por qualquer coisa.

Umas crianças fazem, numa praça, um inocente boneco de neve com tudo a que tem direito: nariz de cenoura, olhos, boca, chapéu. Diferente de qualquer outro boneco. O pai estava todo orgulhoso, além de satisfeito com a brincadeira ao ar livre.

No entanto, à noite o jornaleiro procura o pai: tinha o nariz vermelho como a cenoura usada pelas crianças, e não gostou nada desta “alusão” – que isso não mais se repita, avisou. O pai, obviamente, ficou preocupado: as crianças não poderiam ridicularizar ninguém. Logicamente, isso jamais passou pela cabeça delas.

Depois, o diretor da cooperativa viu na disposição das bolas de neve uma sugestão que, na cooperativa, “um ladrão se senta sobre outro”. As crianças caíram em prantos diante de tal acusação.

Finalmente, o presidente local do Conselho Nacional: o boneco foi feito em frente à sua janela, o que era, claramente, um ato subversivo. Os botões do boneco eram uma ofensa à autoridade; ridicularizavam o fato de andar com a braguilha aberta o que, claro, era um direito a ele reservado.

Chorando, disseram que apenas fizeram um boneco de neve, sem pensar em ninguém, sem qualquer outra motivação. Mas ficaram sem a ceia e tiveram que se ajoelhar no chão.

Um dia, com a praça interditada, as crianças são vistas num jardim, discutindo como fazer um novo boneco de neve; um que não fosse “comum”, mas que tivesse o nariz vermelho do jornaleiro pinguço, os botões do presidente...

Um comentário:

  1. Sensacional !!! Mais atual impossível!!! Adorei!!!

    ResponderExcluir