quarta-feira, 8 de maio de 2013

Cinco filmes sobre a Segunda Guerra

Aqui vão cinco filmes imperdíveis sobre a Segunda Guerra, que terminou oficialmente em 8 de maio de 1945. É claro que devo ter esquecido umas dezenas de outros igualmente impactantes, mas lá vai:

1-  Roma Cidade Aberta (Itália, 1945). Este filme de Roberto Rosselini, marco do neorrealismo italiano, tem como grande curiosidade o fato de ter sido rodado antes do final da guerra, o que, ainda que se diga que a derrota alemã já fosse uma realidade, não deixa de  lhe conferir uma aura especial. 

2- O Julgamento de Nuremberg (EUA, 1961). Cuidado: veja o de 1961, com elenco fantástico: Burt Lancaster, Montgomery Clift, Spencer Tracy (o juiz), Marlene Dietrich, Maximilian Schell (advogado de defesa) e Judy Garland. Dirigido por Stanley Kramer. A abertura é fantástica. Aparecem, ainda, imagens de época (lembre-se que pouco mais de 15 anos se passaram entre o fim da guerra e este filme...). Interesse especial para quem trabalha com Direito.

3 - Agonia e Glória (EUA, 1980), dirigido por Samuel Fuller. Oliver Stone foi um dos produtores. Lee Marvin é o sargento (John Wayne foi convidado inicialmente para o papel). Mark Hamill, futuro Luke Skywalker, é o soldado Griff.

4 - Vá e Veja (URSS, 1985), dirigido por Elem Klimov; trata da história de Florya, habitante de uma aldeia da Belarus e que se junta à resistência contra a invasão alemã. Imagens fortes - cadáveres destroçados, incêndios etc. O enredo, em si, é bem simples - jovem que se junta à resistência com felicidade e autoconfiança e que rapidamente percebe o tamanho do problema. Mas a música e a fotografia, além do ritmo imprimido pelo diretor tornaram este filme um clássico.

5 - A Queda! (Alemanha, 2004), dirigido por Oliver Hirschbiegel, com atuação memorável de Bruno Ganz. As últimas horas do regime; suicídios em massa. O fim, a partir do relato de Traudl Junge, secretaria pessoal de Hitler, e de Joachim Fest.

Sugestões? Há pelo menos mais uns dez que deveriam estar numa lista; Spielberg, Costa Gavras etc.

3 comentários:

  1. A data foi esquecida nos jornais. Mas alguns filmes não badalados podem ser acrescentados: A Raposa do Deserto (a historia do general Roomel), Quatro dias de rebelião (de Nani Loi interpretado pela população de Nápoles) e O Sol (do Sokurov) sobre Hiroito. Todos no You Tube. E.

    ResponderExcluir
  2. Complementando o comentário anterior: estes filmes que relacionei representam simbolicamente os alemães, os italianos e os japoneses. Sem esquecer o imediato pós-guerra de O Terceiro Homem de Carol Reed. E,

    ResponderExcluir
  3. O Terceiro Homem, claro... com Orson Welles!

    ResponderExcluir