sexta-feira, 26 de abril de 2013

Conto da semana, de Hervé le Tellier (ou Jaime Montestrela)

Do blog do escritor Eduardo Berti, dois microcontos do "escritor português" Jaime Montestrela, a partir da tradução feita pelo francês Hervé le Tellier (que, na verdade, não sabe uma palavra de português: Jaime é uma de suas criações).

Em 13 de janeiro de 1923, ao amanhecer, perguntaram a Jack Bluther, condenado à forca pela morte de treze pessoas (incluindo sua senhoria), qual era seu último pedido. Bluther pediu aprender mandarim. Enforcaram-no vinte anos mais tarde, quando já falava fluentemente o idioma, ainda que pudesse ter melhorado a pronúncia.

Na ilha de Sanapagrata (Indonésia) os habitantes sempre dizem a verdade. Na ilha vizinha de Pagranaasta, todos mentem o tempo todo. E a de Natagrapasa era habitada por pessoas que às vezes mentiam, às vezes diziam a verdade. Os missionários portugueses logo se encheram de seus enigmas e mataram todos no fio de suas espadas.

Hervé le Tellier, para quem nunca ouviu falar (como eu) é membro do OuLiPo - que mais parece sigla de movimento guerrilheiro, mas significa Ouvroir de Littérature Potentiel. Está na turma de Perec e Calvino.



Um comentário: