sábado, 9 de junho de 2012

Conto da semana, de Cosmin Manolache



O conto da semana é do romeno Cosmin Manolache (1973) e consta da BEF2010. Three Hundred Cups - 300 razões bastante humanas para se brindar.

O narrador passeia por Bucareste - a Catedral do Patriarca e as relíquias de São Demétrio o Novo. E divaga sobre os grandes herois nacionais: para ele, é somente através dos livros escolares que eles escapam da vida após a morte. E chega ao Museu Militar, infestado de estátuas desses personagens históricos.

Ele é bastante cético em relação à sua condição social e as reações que ela provocaria diante desses romenos ilustres: O que diria o Rei Burebista da Dácia quando o visse? De onde esse vira-lata veio? Fora daqui! Você é indigno da grande história que eu fundei!

Manolache é irônico diante desse panteão: certamente ele não gostaria de ver que, por um bom tempo, estive de pé na mesma fila de Santo Estevão o Grande, Radu o Belo, São Constantino Brancoveanu e os Irmãos Cantemir, todos eles, durante suas vidas, jamais perderam uma oportunidade para um pequeno saque, um pequeno incêndio...

No museu visita a parte de Aviação e Aeronáutica; é nesse momento que ficamos sabendo de Dumitri Prunariu, o primeiro - e único - cosmonauta romeno, que participou de uma missão em 1981 em companhia de um russo, Leonid Popov. Mais um heroi nacional a ser detonado.

Ao deixar o Museu, está pensando: para que ou quem os cosmonautas brindariam no interior da cápsula? O narrador lista nada menos que 300 razões; começando pela taça da banalidade, da compaixão e da confissão, passando pelos fantasmas, o absurdo, para finalmente terminar com a taça à 300ª taça...

É um texto intrigante. O autor está atualmente elaborando um roteiro para o cinema, e esse texto, segundo alguns, lembra o estilo de W.G.Sebald - como o alemão, neste conto Manolache se utiliza de fotos e imagens, além da temática da memória nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário