sexta-feira, 29 de junho de 2012

Conto da semana, de Bernard Quiriny

Bernard Quiriny (1978) é um escritor belga cujos contos reunidos no volume Contos Carnívoros chamaram a atenção dos europeus. Ele também é professor de direito e filosofia. A versão abaixo é da edição portuguesa (Ahab, 2011). Voltaremos a ele em breve. 

A impaciência de Pierre Gould não tem limites. No dia em que, sendo jovem, decidiu que seria escritor, começou por redigir uma nota testamentária para legar os seus futuros manuscritos à Biblioteca Nacional. No dia seguinte, andava pela cidade à procura de tradutores. No terceiro dia, registava duzentos títulos no Instituto Nacional da Propriedade Intelectual. No quarto, telefonava aos jornalistas para garantir boas críticas. E dez anos mais tarde, evidentemente, continuava sem ter escrito uma palavra.

E outro, com o mesmo e incrível personagem Pierre Gould:

Pierre Gould escreveu um romance intitulado Histórias de um Adormecido, que era, no seu dizer, o lipograma mais restritivo do mundo: proibira-se o uso de todas as letras do alfabeto, com a excepção do z. O que dava: "Zzzz, zzzz, zzzz", e assim sucessivamente, ao longo de trezentas páginas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário