sábado, 14 de abril de 2012

Três vezes Millôr


Quando um chato diz: "Eu vou embora", que presença de espírito.

Quem mata o tempo não é um assassino, mas sim um suicida.

Inúmeros artistas contemporâneos não são artistas e, olhando bem, nem são contemporâneos. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário