domingo, 28 de julho de 2013

Conto da semana, de Richard Ford

Durante algum tempo, um ano e meio antes, eu tive um caso amoroso com a esposa de Bolger, Beth Bolger. Por estranho que pareça - porque para nova-iorquinos tudo que se passa fora de Nova York parece estranho e irreal - nosso caso se passou na cidade de St. Louis, aquela desprezível abstração em tijolinhos vermelhos que não é oeste nem meio-oeste, tampouco sul ou norte; é uma cidade perdida no meio de tudo isso, creio eu. Sempre achei interessante o fato de ser ela a cidade da infância de T. S. Eliot, bem como, apenas 85 anos antes disso, o ponto inicial da expansão do país em direção ao oeste. É um lugar, a meu ver, de onde se deve manter sempre distância.


O trecho é do conto do americano Richard Ford - Reunião - do volume Antologia Pan-Americana, organizado por Stéphane Chao e editado pela Record. O narrador encontra Mack Bolger na Grand Central Station. Passa a rememorar o romance - um caso banal de adultério - e o fato de reconhecer que o traído foi forçado a me confrontar. 

Mack, ao vê-lo, dispara - você tem em mente alguma coisa especial para me dizer? Recém-divorciado, espera a chegada do trem de sua filha - que não quer que encontre o desafeto.

E, a partir daí, um tenso diálogo entre amante e traído. Johnny sabe que o que fez foi errado, e parece querer reencontrar seu oponente como que de forma a "resolver" a situação; chama a atenção a tentativa que o narrador faz em tornar mais palatável a sua ideia em criar um evento sem reverberações do passado. Algo que, obviamente, não será fácil...

Nenhum comentário:

Postar um comentário