quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Caderno de Economia, com Tarantiev

O convidado de hoje para o Caderno de Economia é Tarántiev. Ele e Ivan Matvieievitch são personagens de Oblómov. Nenhum deles vale um rublo, mas é interessante a explicação que o primeiro dá para o segundo a respeito de ações:

- Para nós, russos, uma ideia feito essa não vem, nem passa pela cabeça! Lá nas bandas da Alemanha, eles têm faro para esse tipo de negócio. Vivem arrendando fazendas. Espere só para ver como ele vai acabar torrando o dinheiro todo em ações.

- Que história é essa de ações? Não entendo esse negócio - perguntou Ivan Matviéievitch.

- Uma invenção alemã! - respondeu Tarántiev, com raiva. - Por exemplo, um proprietário de terras inventa de fazer casas à prova de incêndio e resolve construir uma cidade: precisa de dinheiro e aí sai vendendo uns papéis, vamos dizer, por cinquenta rublos, e uma multidão de bobos compra, e depois eles vendem uns para os outros. Ouvem dizer que o empreendimento vai bem, e aí o valor dos papéis aumenta; anda mal, aí tudo vai pelos ares. Você fica com os papéis, mas o dinheiro já não existe. Você pergunta: onde está a cidade? Pegou fogo, respondem, não foi terminada, e o inventor fugiu com o dinheiro que você pagou. É isso que são as ações! O alemão vai arrastar o homem para isso! p. 569-570.


Nenhum comentário:

Postar um comentário