sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Um texto de Svetlana Alexievich

O site (fundamental) Words Without Borders publicou em abril de 2005 The wondrous deer of the eternal hunt (em inglês), sobre a viúva de um sobrevivente de um campo de trabalho stalinista.


Inédita nessas bandas, provavelmente não por muito tempo. O fim do homem soviético foi publicado este ano pela editora Porto, de Portugal.

Não a conheço. Mas fiquei curioso. Abstraindo as injustiças com Roth e, em menor escala, outros ficcionistas, é interessante conhecer novos nomes (para nosso universo paralelo no Brasil). Além disso, há jornalismo e jornalismo, e muitos mereceriam o prêmio - Mencken, John Reed, John Hershey e companhia. Será o caso?


Nenhum comentário:

Postar um comentário