quarta-feira, 9 de abril de 2014

Umberto Eco e o excesso de informação

Vamos tomar como exemplo o ditador e líder romano Júlio César e como os historiadores antigos trataram dele. Todos dizem que foi importante porque alterou a história. Os cronistas romanos só citam sua mulher, Calpúrnia, porque esteve ao lado de César. Nada se sabe sobre a viuvez de Calpúrnia. Se costurou, dedicou-se à educação ou seja lá o que for. Hoje, na internet, Júlio César e Calpúrnia têm a mesma importância. Ora, isso não é conhecimento.

De fato, é um problema. Na entrevista, que pode ser lida aqui, no entanto, ele mesmo reconhece as vantagens da internet para quem tem conhecimento e sabe onde procurá-lo. Esta é a grande questão, afinal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário