sábado, 30 de julho de 2016

Roth, livros e filmes

No lugar do mundo literário nova-iorquino, que ele nunca lamentou deixar para trás, havia agora a sala de aula, que Roth sempre adorou. "É o único lugar onde eu podia falar a sério sobe livros", diz hoje, com certa nostalgia. "Em qualquer outro lugar, se você menciona um livro as pessoas começam a falar sobre filmes".

Roth Libertado, de Claudia Roth Pierpont, p. 109.

Nenhum comentário:

Postar um comentário