sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Camões na Rússia

Daria um belo conto: o sujeito, em São Petersburgo, pela primeira vez concluía a tradução d'Os Lusíadas para sua língua materna, quando  as tropas alemãs iniciam o cerco à então Leningrado...

O tradutor, Mikhail Travtchetov, entregou sua versão à editora Gossizdat em 1940, mas não foi possível publicá-lo, devido ao bloqueio à cidade. Ao que consta, Travtchetov recusou-se a sair da cidade e lá morreu em dezembro de 1941, não se sabe se de fome ou em combate. Seu traduzido também não teve muita sorte - Camões morreu pobre e esquecido.

Após a guerra, sua irmã lutou para a publicação da tradução. 

O que somente ocorreu nesta terça, dia 17.



Nenhum comentário:

Postar um comentário