Blogs Favoritos

terça-feira, 30 de setembro de 2014

O leitor não conhece o Paraíso

O julgamento unânime dos leitores de todos os séculos concorda em um ponto: que a parte mais "interessante", mais humana, do Cosmo dantesco, é o "Inferno"; e nesta afirmação se esconde um dos julgamentos mais graves que já se pronunciaram contra a humanidade (...) A grande maioria dos leitores da Divina Comédia só conhece o "Inferno"; vence as dificuldades das alusões políticas e históricas, que tornam indispensável o comentário, para compreender os grandes episódios que criaram a glória do poema através dos séculos. Uma compreensão tão fragmentária do "Inferno" não sente escrúpulos, fragmentando o poema inteiro: o "Inferno", sim, seria um reflexo satírico - sátira trágica - do mundo real e por isso acessível à nossa sensibilidade: o "Purgatório" seria, apenas, repetição mais fraca do "Inferno", e o "Paraíso", enfim, uma abstração, teologia escolástica em versos; para a grande maioria dos leitores o "Paraíso" não existe.

Otto Maria Carpeaux, História da Literatura Ocidental, vol, I, p. 257

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Góðan dag!

Se você entendeu o título do post, pertence ao seleto grupo de 66 mil falantes do idioma faroês (?). O artigo publicado no The Guardian da última sexta-feira trata de três idiomas europeus praticamente extintos.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Adolfo Bioy Casares 100 anos

O mundo atribui seus infortúnios às conspirações e maquinações de grandes vilões. Entendo que subestimam a estupidez.

Bioy Casares (1914-1999) em Diccionario del argentino exquisito.



Jabuti 2014

Saiu a lista dos finalistas do Jabuti deste ano, que pode ser lida aqui.


Um fato expressivo

Os românticos julgavam a poesia baseando-se no conceito que tinham de poesia realista, a única que consideravam digna de se chamar poesia. Mas não é assim. A poesia não é um fato conteudístico. É um fato expressivo. Os conteúdos em si jamais são belos ou feios. Tornam-se esteticamente válidos só quando são bem expressos. E Dante é um grande mestre da expressão, por isso é um grande poeta. Não há conteúdo para o qual ele não saiba encontrar uma imagem adequada, que o exprima à perfeição.

Carmelo Distante, no prefácio da Divina Comédia da editora 34, tradução de Italo Eugenio Mauro.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

O Dicionário do Diabo, de Ambrose Bierce

Efeito, n. O segundo de dois fenômenos que ocorrem sempre juntos e na mesma ordem. Do primeiro, que se chama causa, diz-se que origina o segundo - o que é tão sensato como dizer que, por ter visto um cão perseguindo um coelho, o coelho é a causa do cão.

Dicionário do Diabo. 


Image result for ambrose bierce